Qual a importância da Educação Financeira no Ensino Médio?

educação financeira no ensino médio
6 minutos para ler

A educação financeira é um tema que vem ganhando espaço na sociedade e muitas iniciativas têm sido feitas para conscientizar a população a fazer melhor uso de seus recursos. Isso é importante para que adultos mudem a sua relação com o dinheiro, e mais relevante ainda para que jovens aprendam desde cedo a ter saúde financeira.

Mas como fazer isso? Os pais têm um papel essencial e, desde cedo, devem ensinar aos filhos o valor do dinheiro, como ele é finito e, por isso, precisa ser utilizado com sabedoria. Nesse sentido, a escola também pode contribuir e complementar o aprendizado, oferecendo educação financeira no Ensino Médio.

Quer saber mais sobre a importância dessa disciplina para seu filho? Então, continue a leitura e confira!

O alto índice de endividamento no Brasil

Em 2019, o Serviço de Proteção ao Crédito constatou que a o endividamento entre jovens de 18 a 24 anos é de 19%, enquanto na faixa entre 25 a 29 anos chega a 46%. Isso significa que a maioria das pessoas no Brasil já inicia sua vida adulta com dívidas acumuladas, que tendem a comprometer sua vida financeira ao longo dos anos.

Dentre inúmeras questões sociais que agravam o problema, outra causa importante é a falta de planejamento financeiro. É por isso que a educação financeira no Ensino Médio se faz cada vez mais importante.

Os benefícios da educação financeira para adolescentes

Agora que você já sabe a urgência da educação financeira na adolescência, continue e descubra quais os benefícios dessa disciplina no Ensino Médio.

Evita o consumismo desenfreado

Embora o dinheiro seja um meio necessário para nossa sobrevivência, ele é um recurso finito, que precisa ser utilizado de uma forma inteligente e estratégica. Porém, não é isso que acontece no dia a dia, em que o consumismo cria necessidades novas a cada dia.

Nesse sentido, a educação financeira no Ensino Médio conscientiza o adolescente sobre a importância de consumir de forma planejada. Assim, ele aprende a definir prioridades e não se deixar levar pelas compras compulsivas e pelo excesso de consumo, olhando o ato de comprar sob uma nova perspectiva.

Diminui o efeito manada

Outro ponto relevante aos jovens é que, no momento de formar seu caráter e estabelecer seus valores, tudo que o adolescente quer é pertencer a um grupo social. É aí que o efeito manada entra e pode ser prejudicial.

Esse termo é utilizado para descrever a tendência do comportamento humano de seguir o que outras pessoas estão fazendo, esperando, assim, obter os melhores resultados para si mesmo. Na educação financeira no Ensino Médio, o adolescente vai aprender a pensar por si mesmo, questionando o senso comum e entendendo as consequências de seguir um caminho sem se perguntar se essa é a melhor opção.

Isso contribui para que o jovem entenda que ser é muito mais do que ter, e que sendo o dinheiro algo tão pessoal, ele pode — e deve — utilizá-lo de acordo com seus próprios parâmetros. Dessa forma, não será guiado pelo que a cultura atual sugere ou prega como essencial.

Contribui para uma vida mais equilibrada

A ansiedade é conhecida como o mal do século, principalmente no Brasil, que é o país mais ansioso do mundo, segundo a OMS. A vida financeira é um dos fatores que contribuem para esse índice, já que a falta de segurança financeira estimula o indivíduo a perder sua saúde emocional por se preocupar excessivamente com o futuro.

Nesse sentido, a educação financeira no Ensino Médio ajuda o adolescente a se preparar de uma forma consciente, sem fazer com que ele se desequilibre ao pensar muito no amanhã e deixar o hoje de lado — ou vice-versa. No decorrer da disciplina, o aluno vai entender como planejar melhor suas finanças, qual o impacto disso na vida atual e futura e como equilibrar tudo isso em busca de uma vida mais tranquila e sem preocupações excessivas.

Evita o materialismo

Adultos sabem que o dinheiro não é um problema, desde que ele não se torne a razão de suas vidas, que precisam estar centradas em um propósito maior. Embora isso vá na contramão do que os meios de comunicação divulgam, é preciso evitar o materialismo.

Mas só existirá êxito nessa tarefa ao entender que é preciso ter um lugar bem delimitado para o dinheiro ocupar em sua vida. A educação financeira no Ensino Médio, somada a outras propostas educacionais, vai contribuir para que o adolescente descubra qual o seu papel no mundo e como o dinheiro pode ser um meio para que ele chegue lá.

Assim, pauta seu uso para atingir um propósito, e não fazendo do dinheiro o objetivo final de suas vidas. Isso influenciará suas escolhas para o futuro em relação à profissão, ao seu estilo de vida e aos seus anseios pessoais.

Trabalha o autoconhecimento

Ao entender sobre o papel do dinheiro na sua vida, o adolescente, consequentemente, trabalhará o autoconhecimento, descobrindo desde cedo a importância de ter seus valores bem definidos e a olhar para si mesmo antes de tomar uma decisão. Isso ajuda a formar o caráter do jovem, que aprenderá muito mais do que habilidades técnicas sobre o dinheiro, fortalecendo a si mesmo e se preparando melhor para os desafios da vida adulta.

Como os pais podem contribuir para a educação financeira no Ensino Médio

Visto que a base da educação começa em casa, os pais podem incluir a educação financeira na vida dos filhos desde cedo. Para isso, é possível sugerir, por exemplo, que eles aprendam a administrar sua mesada ou algum dinheiro para um fim específico, ensinem a importância de poupar e não incentivem o consumismo extremo.

Além disso, os pais podem escolher um colégio que tenha os valores indispensáveis para a família e aplique isso em aulas de educação financeira no Ensino Médio. Dessa forma, os ensinamentos ministrados em sala de aula complementarão com a base da educação oferecida em casa e vice-versa.

Como vimos, a educação financeira no Ensino Médio é tão importante quanto outras matérias essenciais. Certamente, ela ajudará a direcionar o futuro do adolescente e pautar suas escolhas na vida adulta.

Ficou interessado em matricular seu filho em uma escola que ofereça esse tipo de ensinamento? Então, conheça o Colégio Batista Brasileiro e confira tudo que ele tem a oferecer para o seu filho, unindo tradição, qualidade no ensino e valores cristãos. Entre em contato conosco!

Sharing is caring!

Você também pode gostar

Deixe um comentário