Ensino híbrido: o que é e quais as vantagens desse modelo?

ensino híbrido
6 minutos para ler

Como o avanço tecnológico e mudanças provocadas pela pandemia, novos métodos ganharam um lugar de destaque nas práticas pedagógicas. Esta foi uma forma de proporcionar flexibilidade e otimização das atividades para a disseminação de conhecimento nas instituições de educação do país.

Entre os principais, o ensino híbrido tornou-se uma opção importante para a continuidade do ensino e desenvolvimento dos alunos. O formato alinha a utilização de ferramentas digitais com interações presenciais, proporcionando a promoção de uma educação inovadora e adequada às tendências.

Quer entender melhor sobre o assunto? Então, continue a sua leitura!

Como funciona o ensino híbrido?

O ensino híbrido funciona com a combinação de dois modelos de aprendizagem: presencial, que acontece na sala de aula e o online, que usa as tecnologias digitais para aplicar o ensino.

Nesse formato, o conceito é que os educadores e estudantes possam ensinar e aprender em ambientes e horários diversificados, além de abranger um conjunto mais amplo de estratégias e metodologias aplicáveis ao processo de conhecimento.

Quais as suas diferenças para o formato tradicional?

O formato tradicional de ensino é totalmente presencial, onde os alunos devem estar presentes fisicamente dentro da estrutura escolar para que possam ter acesso integral às aulas. Já o ensino híbrido atua com o modelo presencial, que ocorre há anos, e o formato digital, com o uso de recursos inovadores.

Sendo assim, é possível considerar que esses dois ambientes de aprendizagem se tornam gradativamente complementares.

Quais são os principais pontos de atenção devidos nessa modalidade?

Cada dia que passa, o ensino híbrido tem se tornado mais forte no cenário da educação no Brasil, contudo, alguns pontos de atenção devem ser considerados no processo de implementação dessa modalidade de ensino.

Adaptação do corpo docente

A formação dos professores e a motivação para a aprender a atuar em conformidade com essas mudanças é um desafio que deve ser superado pelas escolas em geral.

Implementar uma cultura inovadora, que ultrapassa os padrões tradicionais, pode ocasionar um certo desconforto à equipe, principalmente pelo fato de levar a uma busca frequente por aperfeiçoamento de todos os integrantes.

Grau de comprometimento dos alunos

É importante entender a condição dos estudantes, abrindo espaço para um diálogo mais próximo, com a finalidade de ouvi-los e, junto com o corpo docente, elaborar estratégias eficazes e capazes de suprir as necessidades e expectativas de todos.

Infraestrutura educacional

A assimilação de conteúdos oferecidos no ensino híbrido costuma ser mais satisfatória pelo fato da assertividade da tecnologia, no entanto, nem todos os ambientes disponibilizam espaço físicos ou recursos para adotar esse conceito de maneira concreta e abrangente.

Sendo assim, as ferramentas e espaço oferecidos devem corresponder à realidade dos alunos, buscando otimizar os momentos de estudos online, de forma que esse formato possa ser usado como uma fonte de colaboração e interatividade entre alunos e professores.

Acesso à tecnologia

Na prática, a utilização de notebooks, tablets, computadores e demais dispositivos, devem ser vistos como grandes aliados no ensino híbrido. Dessa forma, aproveitar esses mecanismos como instrumentos de ensino, como o uso de jogos, pesquisa em sites e outros conteúdos atrativos, podem gerar mais interesse e motivação por parte dos estudantes.

Quais são as principais vantagens do ensino híbrido?

Essa modalidade de ensino pode proporcionar uma série de vantagens, tanto para os alunos, quanto para professores e instituições de ensino. Veja as principais!

Engajamento dos estudantes

Os índices de evasão escolar no país são grandes e, entre os principais motivos, está a falta de conexão entre os alunos e os métodos de ensino tradicionais.

As metodologias híbridas de aprendizagem possuem a capacidade de aproximar a escola do dia a dia dos estudando, levando ao aumento de engajamento nas atividades. Mas, para que isso ocorra, é necessário oferecer conteúdos abertos para que o aluno possa explorar os assuntos didáticos com recursos alternativos.

Aproveitamento das aulas e conteúdos

Uma prática híbrida aplicada com eficiência potencializa de forma considerável o aproveitamento dos estudantes em relação aos materiais oferecidos e assimilação dos conteúdos.

De forma em geral, todas as ferramentas englobadas nesse processo se adequam para o formato de aprendizagem e simplificam o processo de conhecimento, proporcionando, inclusive, uma melhor experiência para todos.

Promoção da autonomia para os alunos

Um dos motivos para a implementação desse método é o fato dele propiciar mais autonomia aos estudantes. Isso ocorre pelo fato de que no ensino tradicional, os professores são responsáveis por ministrar as matérias.

Já no ensino híbrido, os professores elaboram as aulas conforme o planejamento pedagógico executado, e os estudantes ficam responsáveis por acessar os conteúdos e cumprir o fluxo do curso.

Otimização do tempo do professor

Outro benefício a ser apontado está ligado à otimização do fluxo de conteúdo e adequação dos alunos, fazendo com que os professores consigam dedicar um tempo mais em atividades que são fundamentais, por exemplo, o acompanhamento dos estudantes e feedbacks constantes.

Também, o tempo definido para a correção de atividades ou avaliações pode ser melhorado por intermédio de uma plataforma de aprendizagem.

Adequação de métodos de aprendizagem diversificados

O ensino híbrido é a possibilidade de usar diferentes metodologias, como trilha de aprendizagem, gamificação, microlearning, sala de aula invertida etc. também, permite a personalização da plataforma e materiais disponibilizados, conforme o perfil dos estudantes e suas dificuldades.

Melhoria contínua

Esse modelo não consiste somente em aplicar métodos de ensino presencial alinhado ao online, mas sim em processos e técnicas que o aluno vai usar com a finalidade de tornar o seu processo de aprendizagem mais efetivo e satisfatório.

O intuito é aumentar as oportunidades de assimilação das matérias, reduzindo o esforço e tempo aplicados. Também, envolve pais e responsáveis no desenvolvimento de abordagens novas, junto à gestão da instituição de ensino.

Conhecer o que ocorre na rotina e qual a aceitação dos estudantes pelas metodologias vai fornecer dados para que o ensino seja mais personalizado e direcionado à realidade de cada um, culminando em erros e acertos até encontrar um nível de sucesso, com a ajuda de uma rede colaborativa.

O ensino híbrido é uma grande aposta para a melhoria dos processos de aprendizagem e educação no geral. Sendo assim, é importante estar atento aos principais aspectos relacionados ao assunto, bem como implementar estratégias eficazes, como forma de gerar e receber benefícios por meio da metodologia.

Quer conhecer os métodos usados pelo Colégio Batista Brasileiro e como a instituição tem se adequado à essa nova realidade? Então, entre em contato agora mesmo!

Sharing is caring!

Você também pode gostar

Deixe um comentário