É importante incentivar a criança a escrever à mão?

6 minutos para ler

Diante da utilização crescente dos recursos tecnológicos, escrever à mão pode parecer algo ultrapassado. No entanto, ao pesquisar profundamente a importância dessa prática, é possível perceber que ela jamais deveria cair em desuso — pelo contrário, ela deve ser incentivada.

Quando se trata da formação das crianças, usar o lápis e o papel para dar significado às letras e às palavras é ainda mais necessário. Afinal, esse tipo de atitude permite que os pequenos aprendam a ser mais criativos, a ter mais foco, entre outros benefícios.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância de escrever à mão e como a atividade pode ser incentivada na infância. Continue a leitura!

Qual é a importância de escrever à mão?

Para começar, para incentivar uma criança a escrever à mão, pouca coisa é tão importante como compreender por que isso se faz necessário. Acredite: as vantagens são muitas.

Primeiramente, ao escrever à mão, a criança entende melhor o conteúdo quando comparado ao ato de digitar em frente a uma tela. O foco é maior na atividade ao se utilizar lápis e papel, pois o pequeno estará concentrado apenas nisso e não em outros estímulos tecnológicos.

Além disso, a prática pode ajudar as crianças a trabalharem emoções como ansiedade e estresse. Atividades manuais muitas vezes aliviam esse tipo de sentimento, ao permitir que se faça algo prazeroso e focado.

Ao treinar a caligrafia e entender como cada letra pode ser feita, a criatividade também vem à tona, algo que deve ser bastante estimulado na infância.

Outra vantagem importante é que a concentração costuma ser muito maior quando se está escrevendo à mão. Computadores e celulares oferecem uma série de recursos, ainda mais quando conectados à internet, e muitas vezes é difícil para os pequenos não ficarem com a mente neles.

Como essa prática auxilia o desenvolvimento?

Agora que você já sabe os benefícios de escrever à mão, chegou a hora de tratarmos sobre como isso auxilia o desenvolvimento dos pequenos. Quando as crianças utilizam lápis e papel, elas estão trabalhando a coordenação motora, o que é essencial para o resto da vida.

Além disso, a prática, ao estimular a criatividade, ajuda a ter pensamentos mais bem trabalhados para diversas situações. O estímulo maior ao cérebro auxilia em diferentes frentes e decisões.

Como incentivar a criança a escrever à mão?

Apesar dos muitos benefícios, pode não parecer tão fácil incentivar os pequenos a escrever à mão quando eles têm à frente um computador ou um celular que pode ajudá-los a produzir um texto muito mais rapidamente. Mas acredite: isso é possível e pode se mostrar algo até mesmo divertido. Atente às dicas que preparamos!

Fale dos benefícios

Assim como você está tendo acesso agora ao entendimento dos diversos benefícios de escrever à mão, é importante que as crianças também saibam quais são eles. Pouco adiantará estimulá-las à prática se elas, de fato, não souberem os ganhos que se tem com isso.

Conte histórias que envolvam a escrita à mão

Outro passo relevante é partir para o lado lúdico. Conte histórias que envolvam a escrita à mão. Que tal acrescentar esse detalhe a um conto clássico, por exemplo?

Você pode também relatar como era a sua rotina de estudos, quando você usava lápis e papel, como achava interessante aprender as letras, como treinou cada uma delas, entre outros detalhes.

Dê o exemplo

Por fim, as crianças se espelham muito nos adultos. Portanto, seja um exemplo para elas também quando se trata de escrever à mão. Quando for fazer a lista de compras ou escrever um recado para alguém, entre outras ações, que tal não usar o computador? Os pequenos poderão se sentir muito mais estimulados para fazer o mesmo.

É relevante inserir a escrita à mão no cotidiano, de forma a ser algo corriqueiro e eficaz.

Quais atividades podem ser feitas em casa?

Além de falar com as crianças sobre as vantagens de escrever à mão e de dar o exemplo na prática do dia a dia, você pode realizar atividades com elas em casa, que promovam o uso do lápis e do papel.

Com criatividade, é possível fazer com que esses momentos sejam divertidos. Que tal seguir as dicas abaixo? Nessas horas, a cultura maker se mostra bastante eficaz.

Estimule a produção textual

Peça para as crianças escreverem à mão. Isso vale tanto para algo corriqueiro, conforme mencionado mais acima, como fazer uma lista de compras, até atividades mais elaboradas, como produzir uma história em quadrinhos.

Dê boas ideias e mostre empolgação ao sugeri-las. É importante que os pequenos vejam na atividade algo atrativo, não uma obrigação.

Promova jogos de escrita

As brincadeiras são muito importantes para ajudar as crianças a desenvolverem uma série de talentos. Não é diferente quando se trata de escrever à mão. Promova jogos que precisam usar lápis e papel, como aqueles de perguntas e respostas ou a famosa Adedanha.

Você pode inserir a escrita em jogos que geralmente não a utilizam também. Que tal sugerir que ao fim de uma brincadeira, por exemplo, a criança faça um relato dela, monte um placar com acontecimentos relevantes, entre outras ações?

Treine a caligrafia

Aprender algo novo é um processo que costuma chamar positivamente a atenção dos pequenos. Em geral, eles amam desafios e conseguir cumprir, com êxito, aquilo que foi proposto.

Então, que tal incentivá-los a treinar a caligrafia? Mostre como pode ser legal ter uma letra bonita, diferenciada e que vai se tornar a marca registrada da criança. Destaque as possibilidades que ela tem de se aprimorar e de ter um caderno bonito e caprichado!

Escrever à mão é uma prática que oferece uma série de benefícios para as crianças. No entanto, ao estimulá-las a usar lápis e papel, não se esqueça de fazê-lo de forma leve e agradável, para que elas não se sintam sobrecarregadas. Nesse sentido, atividades lúdicas são muito bem-vindas, assim como a educação humanizada.

Gostou deste artigo? Ajude outros pais a estimular os filhos à prática de escrever à mão. Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

Sharing is caring!

Você também pode gostar

Deixe um comentário