Foco nos estudos: como a família pode ajudar os filhos?

foco nos estudos
9 minutos para ler

A participação da família do aluno em seu processo de aprendizagem é fundamental, especialmente, para que ele mantenha o foco nos estudos e se sinta motivado para desenvolver todas as atividades propostas no ambiente escolar ou em casa. Entretanto, nem sempre essa é uma tarefa simples de ser executada.

Muitos pais precisam superar uma série de desafios com os quais não foram treinados para lidar. Neste artigo, mostraremos alguns passos para solucionar esse tipo de questão.

Vamos falar sobre esses desafios, a importância dos pais no processo de ensino e como eles podem ajudar seus filhos a manter o foco nos estudos. Acompanhe!

Os desafios de manter as crianças com foco nos estudos

Os pais devem participar ativamente do ensino das crianças. A escola tem o papel de fornecer todo o conhecimento técnico e desenvolver habilidades dos alunos, mas é dentro de casa que a verdadeira aplicação prática dos ensinamentos é executada. Além disso, é no ambiente familiar que a construção da personalidade deles acontece.

Entretanto, nem todos os pais fazem formação em alguma área da educação, e têm que aprender a lidar com dezenas de desafios quase diariamente. Especialmente, para garantir que os filhos mantenham o seu foco nos estudos.

Um deles é a presença constante da tecnologia. Até certo tempo atrás, era mais fácil limitar ou até impedir o acesso de crianças a esse tipo de ferramenta, mas já era de se esperar que isso não duraria muito tempo. Afinal, essas tecnologias estão presentes de forma muito massiva no dia a dia.

Até mesmo nas escolas, já existe a utilização de muitas dessas ferramentas. Portanto, o papel dos pais é regulamentar o uso, principalmente, em momentos de estudos.

Nesse caso, a observação constante é fundamental para verificar momentos em que eles podem perder o foco por causa de alguma distração causada por um smarthphone, computador ou, até mesmo, aparelho de televisão. O ideal é que eles estudem longe dessas ferramentas.

A questão é que algumas atividades escolares podem utilizar algumas delas. Dessa forma, você precisa ter atenção redobrada.

Outro grande problema que muitos pais não conseguem perceber que existe é a falta de organização. É preciso entender um detalhe: o ser humano é criado para seguir rotinas, programas e métodos, sendo a organização um dos principais fatores que criam esses hábitos.

Você precisa investir em um espaço capaz de fornecer todo o suporte necessário para que seu filho possa estudar. Além disso, é crucial definir horários específicos para os estudos e, de preferência, que não confrontem com outras atividades que eles gostem de fazer.

Obviamente, em alguns casos, será preciso fazer escolhas — e o estudo sempre deve vir em primeiro lugar. Por mais que seja complicado no início, ao organizar a rotina, o ambiente de estudos e as ferramentas necessárias, você contribuirá para a criação de um hábito no aluno, evitando que ele perca o foco ou que deixe de estudar em determinados dias.

A importância dos pais no ensino dos filhos

Como já mencionamos, os pais representam um papel fundamental no ensino dos filhos. Basicamente, isso torna real aquele termo que afirma: a escola ensina e a família educa.

Isso pode ser perfeitamente verdade, se levarmos em conta a importância que os genitores desempenham, não somente na educação, mas em toda a formação profissional, devocional e cidadã de uma pessoa. Portanto, eles precisam cumprir o seu papel nesses processos trabalhando, especialmente, na motivação e organização da rotina de estudos dos filhos.

Pais que têm essa preocupação, geralmente, desenvolvem de forma mais satisfatória os alunos. Mesmo que eles tenham dificuldades, o que é perfeitamente normal, também conseguem superá-las com mais facilidade e maestria.

O auxilio dos pais ao foco nos estudos dos filhos

Agora que você entendeu a importância que os pais têm nos estudos dos filhos e os desafios mais comuns que surgem no dia a dia dessa difícil tarefa, apresentaremos algumas dicas que podem auxiliar nesse processo. Acompanhe!

Crie um cronograma de estudos

Criar um bom cronograma de estudos é fundamental para que as crianças desenvolvam o foco e a atenção. Assim, você incute na mente deles a ideia de que, naquele momento, durante certo período, ficará atento aos estudos e que distrações não serão permitidas.

Esse cronograma pode ser criado com a ajuda dos professores. Assim, fica mais fácil saber qual matéria ou conteúdo deve ser desenvolvido em cada um dos dias.

Separe um horário fixo para acompanhar a criança

O cronograma deve ser acompanhado de horários fixos para iniciar e concluir o momento de estudos em casa. Além disso, esse período deve ser sempre no mesmo momento do dia, afinal, é importante criar um hábito na mente da criança.

Além disso, mesmo que o seu filho goste de estudar, ele precisa ter em mente que aquele momento de estudos tem início e fim. Implementar na mente dele que esse período é algo interminável pode fazer com que ele perca o foco nas atividades de forma fácil.

Portanto, defina um horário de início e finalização dos estudos e sempre observe a reação do pequeno. Por fim, tome cuidado para não fixar esse período em horários do dia em que as distrações são mais fáceis de acontecer.

Estabeleça um local próprio para atividades escolares

Outro ponto muito importante é a definição de um local adequado para o estudo. Pense bem: se até mesmo para um adulto é complicado se manter focado em um local repleto de distrações, imagine para uma criança.

Na verdade, para eles, esses prejuízos ao seu foco e atenção podem ser ainda mais impactantes, tendo em vista que as crianças não têm a mesma noção e consciência da importância de suas atividades. Portanto, para ajudar o seu filho nesse aspecto, defina um local específico e, de preferência, longe de elementos que possam gerar algum tipo de distração.

Dinamize os métodos

Também é interessante adotar métodos mais dinâmicos de aprendizagem. Assim como pequenas pausas são revigorantes para a concentração, utilizar estratégias variadas de ensino pode proporcionar novo folego para uma atividade.

Portanto, encontre meios de fazer com que os pequenos estudem utilizando livros, jornais ou, até mesmo, a tecnologia, com games educativos, ou discussões sadias com colegas. Esses métodos diferentes de ensino são amplamente utilizados no aprendizado de inglês para crianças, mas podem ser adaptados para qualquer tipo de conteúdo ou disciplina.

Ensine sobre a conciliação entre estudos e lazer

Também é muito importante que você ensine o seu filho a conciliar os estudos e lazer, e aprender a focar apenas uma em cada momento. Para tanto, é fundamental inserir pausas entre períodos de estudos, afinal, nenhuma criança é capaz de ficar tanto tempo com o mesmo grau de atenção em uma única atividade.

É importante que você observe de perto o ritmo do seu filho e tenha a sensibilidade de perceber quando ele começa a perder a concentração e precisa de um intervalo. Quando ficar mais complicado, pare por alguns momentos, incentive-o a dar uma volta pela casa ou apartamento e, em seguida, retornar aos estudos.

Essas pausas não podem ser muito longas, afinal, elas podem desmotivar a criança a retornar para as atividades. Entretanto, não existe um tempo certo de duração de cada ciclo de estudo e paralisação. Você deverá analisar seu filho e estabelecer a que melhor se adapta ao perfil dele.

Incentive a leitura

Certamente, você já deve saber que a leitura estimula a criatividade, a imaginação e a facilidade de comunicação nas pessoas, independentemente da idade. Entretanto, essa prática também favorece muito a concentração.

Ela é capaz de prender a atenção das crianças e despertar a vontade de consumir cada vez mais daquele conteúdo. Nesse aspecto, é importante ter a definição de dois tipos de leitura. Uma, voltada para o estudo, que é necessária para o desenvolvimento escolar, e a outra, relacionada ao prazer de conhecer uma história nova.

Ambas são muito benéficas e proporcionam o mesmo grau de foco. Entretanto, no segundo caso, é preciso ter uma atenção especial. Afinal, nem todo o tipo de leitura pode ser adequado ao seu filho e não estamos nos referindo apenas ao conteúdo, mas também, ao estilo de linguagem utilizada.

Mesmo que o tema pareça interessante para a criança, a linguagem um pouco mais complexa pode fazer com que ela desista de ler o livro e crie uma espécie de resistência com esses elementos. Portanto, sempre analise a idade a que determinado material de leitura atende e tome cuidado para não fazer desse momento algo desgastante para o seu filho.

O incentivo a leitura deve começar desde muito cedo. Portanto, vale a pena pensar em presentear os pequenos com livros adequados à idade deles. Além disso, os pais também devem ler, afinal, eles funcionam como espelho para os filhos. Se eles crescerem vendo os adultos com livros nas mãos, certamente, terão interesse pelo assunto.

Por fim, é fundamental que você também se policie quanto ao uso demasiado de tecnologias, como celular, tablet e computador. Se pretende que seu filho mantenha o foco nos estudos e diminua a utilização desses aparelhos, é crucial que o exemplo comece por você.

Para saber um pouco mais sobre esse assunto, confira o post que preparamos sobre a exposição de tecnologias aos filhos, especialmente, no período de quarentena.

Sharing is caring!

Você também pode gostar

Deixe um comentário