7 formas de ajudar seu filho na rotina de estudos

rotina de estudos
6 minutos para ler

O desempenho escolar das crianças depende de diversos aspectos, como a educação oferecida na escola e os hábitos de aprendizagem em casa. Portanto, estabelecer uma rotina de estudos organizada é uma forma de potencializar o aprendizado e, consequentemente, os resultados.

Os pais têm papel importante nesse contexto, pois podem ajudar os filhos a planejar seu dia a dia da melhor forma possível. As crianças ainda não têm maturidade para escolher um horário fixo, definir quais matérias serão abordadas e encontrar métodos interessantes para otimizar esse tempo.

Pensando nisso, trouxemos 7 dicas sobre como você pode ajudar seu filho e melhorar a rotina de estudos. Acompanhe a leitura!

1. Organizar o espaço físico

O ambiente de estudo é muito importante, por isso, reserve um tempo para organizar o espaço físico que será utilizado. O ideal é encontrar um local que seja arejado, com boa iluminação e que não ofereça tantas distrações para quem está estudando.

Por isso, ambientes como a sala e a cozinha podem não ser as melhores opções, já que é normal haver barulho e movimentação com os outros moradores da casa. Se possível, encontre um lugar calmo, que contribua para a concentração e que seja de fácil acesso para acompanhamento.

Uma cadeira e uma mesa adequadas também são relevantes, pois trazem conforto para a criança. Além disso, ajude o pequeno a manter os materiais organizados, evitando perda de tempo e distrações com outros objetos que estão próximos.

2. Criar horários fixos

Outro aspecto importante é criar horários pré-estabelecidos de estudo. Você pode descobrir em quais períodos seu filho tem um rendimento melhor, considerando o tempo que ele está na escola. Não existe um momento ideal, mas é importante que a criança tenha concentração e ânimo para a atividade.

O horário fixo contribui para que o hábito seja criado, além de garantir que ele será sempre cumprido. Tente não sobrecarregar seu filho com muitas horas de estudo sem intervalo, pois isso pode desmotivá-lo e atrapalhar o rendimento.

Lembre-se de deixar algumas horas para o descanso e o lazer, que também são muito importantes para o desenvolvimento da criança. Durante esses momentos, seu filho poderá recarregar suas forças, estando mais descansado para os outros períodos de estudo, seja na escola, seja em casa.

3. Fazer um cronograma de quais matérias estudar

Além de definir o horário, os pais também podem colaborar na elaboração de um cronograma de quais matérias estudar. Muitas vezes, a criança não consegue saber o que deve ser estudado, quanto tempo ficar em cada disciplina e como aproveitar melhor esse momento.

É possível elaborar um cronograma que contenha todas as disciplinas necessárias, dedicando um tempo especial para aquelas que seu filho demonstra um pouco mais de dificuldade. Uma boa ideia é estabelecer alguns momentos para revisar os conteúdos apresentados na escola, pois isso ajuda a facilitar a compreensão e memorização desses assuntos.

4. Ajudar a descobrir novas formas de estudar

Existem diversas maneiras de estudar, sendo interessante explorar diferentes métodos. Algumas crianças têm mais facilidade ouvindo, outras lendo ou escrevendo, portanto, vale a pena entender como seu filho aprende melhor. Por isso, é possível incrementar o período de estudo com livros, áudios, vídeos, entre outros recursos.

A utilização de diferentes técnicas pode tornar os momentos de estudo mais interessantes, além de explorar melhor as características da criança. Uma boa ideia é reservar um dia da semana para cada método, dando espaço para que diferentes sentidos e capacidades sejam trabalhadas.

5. Fazer um plantão de dúvidas entre os familiares

Durante o estudo, é normal que os filhos tenham dúvidas em alguns exercícios e conteúdos. Os pais podem criar um plantão para resolver essas questões e acompanhar o desenvolvimento escolar.

É possível esclarecer um questionamento ou outro, mas dependendo da profundidade, é recomendado indicar que seu filho a esclareça em sala de aula. Afinal, o professor precisa tomar conhecimento das dificuldades de seus alunos.

É interessante lembrar que acompanhar o dever de casa não significa fazer pela criança, mas sim, estar por perto, observar o que é dado e como seu filho se desenvolve nas atividades. Isso também contribui para que você saiba quais são as matérias que necessitam de mais atenção e esforço.

6. Limitar estímulos que tirem o foco

A concentração é essencial para que os momentos de estudo sejam proveitosos. Por isso, é importante limitar estímulos que tirem o foco, distraindo seu filho do conteúdo que está sendo abordado. As distrações são variadas, como barulhos, membros da família conversando, animais, entre outras.

Televisão, celular e videogame são exemplos de elementos que devem ser deixados de lado, a menos que sejam utilizados para os estudos. Mostre para seu filho que ele poderá utilizar essas ferramentas no seu momento de lazer, mas que estudar é a prioridade daquele período.

7. Tornar o ato de estudar mais prazeroso

O ato de estudar precisa ser prazeroso para que o melhor proveito seja tirado. Quando esse momento se torna enfadonho, é normal que a criança não consiga compreender os conteúdos, não tenha vontade de estudar mais e que tente enrolar o máximo possível.

Para tal, é interessante encontrar maneiras de tornar o estudo mais divertido. Isso pode ser feito por meio de brincadeiras ou ferramentas tecnológicas, como canais do YouTube e aplicativos educacionais. Eles apresentam os assuntos de forma divertida e atraente, ajudando a motivar a criança para esse momento.

Os pais também podem demonstrar reconhecimento da importância do estudo, pelo esforço feito, após o cumprimento de algumas metas e objetivos, por meio de elogios, palavras de incentivo e motivação.

Neste artigo, vimos algumas formas de ajudar seu filho com a rotina de estudos. Embora a escola tenha um papel fundamental na formação das crianças, a continuidade do aprendizado deve ser gerenciada pelos pais ao estabelecer o hábito de estudar em casa. Dessa maneira, você colaborará para melhorar o desempenho e o desenvolvimento da criança, dando o apoio necessário para que ele aconteça.

Gostou do nosso conteúdo? Então, aproveite para compartilhar o artigo nas redes sociais e ajude outras famílias a melhorar a rotina de estudos dos filhos!

Powered by Rock Convert

Sharing is caring!

Você também pode gostar

Deixe um comentário